Depoimentos: Traçar o Curso da própria vida

Vários leitores aqui do blog, e até mesmo amigos próximos, me perguntam e me cobram um depoimento meu, contando um pouco da minha história. Pois bem, apesar de a minha história estar em diversos posts do blog, vou tentar resumir a minha história em um único depoimento. Vamos ao depoimento!


Meu nome é Jeff. Sou soropositivo há 15 anos, e quando descobri, assim como a maioria das pessoas que recebem essa notícia, meu pensamento foi de que a minha vida tinha acabado. Descobri em 2001 e naquela época, pouco se sabia sobre o assunto, a desinformação era muito grande(maior do que é hoje).

Todo o conhecimento que eu tinha sobre o HIV, era que o HIV era letal! Eu via na TV artistas com HIV magros e doentes ou notícias de que o fulano morreu de HIV. Mas até então eu achava, (não sei por que eu achava isso) que o HIV/AIDS só acontece com os outros, que nunca ia acontecer comigo.

Em 2001 eu estava no auge da minha vida, estava trabalhando em uma empresa muito boa, mas estava de partida para ir morar fora, estava tudo dando certo, e como eu ia embora, resolvi fazer um “check up” para me certificar de que eu estava indo embora “saudável”. Procurei meu médico e pedi para ele solicitar vários exames. Ele me perguntou se eu já havia feito teste de HIV, eu disse que não, e achei um “desaforo” ele me perguntar isso! Mas disse que ele podia solicitar, pois tinha certeza que não precisa me preocupar com isso. E também por que eu queria provar para ele que isso não acontece comigo! 🙂

Fui então, fazer uma série de exames, dentre eles, o de HIV, cinco dias depois (sim era mais demorado naquela época!) os exames ficaram prontos e eu pude ver todos eles pela internet. Lembro que eu não entendia muito de exames, mas estava e baseando pelos valores de referências dos exames, e todos pareciam estar em ordem, até que acessei o último exame, que era o de HIV. e quando li aquela frase que dizia: AMOSTRA POSITIVA PARA HIV-1. Achei que era um engano, só podia ser! Liguei para o laboratório onde eu coletei o sangue e expliquei a situação. Ela me disse que como esse resultado havia dado positivo, eu precisava ir lá, para fazer uma nova coleta e um novo exame. No outro dia eu estava lá para fazer o novo exame. O resultado ficava pronto 5 dias depois da coleta, mas levei exatamente 1 ano para ir buscar o segundo resultado. Pois estava com muito medo do resultado, mas mais do que o medo do resultado, eu estava com medo de que se desse positivo, eu iria entrar em depressão, pirar e ficar muito doente. Então preferi ficar com essa dúvida, uma dúvida que durou 1 ano, até eu criar coragem e ir buscar o resultado. Esse 1 ano, foi um dos piores anos da minha vida. É horrível ficar com essa dúvida,

é uma dúvida que te corrói por dentro cada dia da tua vida.

Com essa notícia, e essa dúvida, desisti de viajar pois o pouco que eu sabia sobre o HIV, é que o Brasil é um dos melhores lugares para o tratamento, caso desse positivo. Não contei para ninguém sobre isso, mas chegou uma hora, que eu não aguentei e tive que contar para uma amiga do resultados dos exames e do exame que eu nunca tinha ido buscar. Ela ficou chocada, e muito braba por eu ainda não ter ido buscar o segundo resultado, foi então que ela me falou uma frase que nunca mais vou esquecer:

Fugir do problema não vai fazer ele desaparecer!

Depois que ela me disse essa frase, parece que o “botão” da coragem foi ligado dentro de mim e resolvi ir buscar o segundo resultado, e como eu já esperava, deu positivo novamente. Mesmo já esperando o resultado positivo, lembro que fiquei sem chão, achando que minha vida havia acabado, eu tinha tantos planos, e agora??

Saber que eu tenho HIV, bagunçou a minha vida, eu comecei a faltar o trabalho e a conviver menos com os meus amigos. Procurei tratamento logo em seguida, e meu infectologista, que na época era particular, me desmitificou completamente o assunto HIV, e me deixou muito mais tranquilo. Iniciei o tratamento com remédios, naquela época ainda não existia o 3 em 1 então eram 6 comprimidos. Apesar de ter sido bem alertado pelo meu infectologista, de que eu não deveria deixar de tomar os remédios, eu estava em negação! E não levava o tratamento à sério, tomava o remédio escondido dos meus amigos e familiares, e às vezes, não tomava mesmo. Até o ponto de parar de vez de tomar os remédios, achando que eu não ia ficar doente! Parei com a medicação e depois de alguns meses, comecei a ter gripes mais frequentes, mas até aí eu ainda achava que estava tudo bem, que minha saúde estava boa, o que eu não sabia é que minha imunidade caía a cada dia. Certa noite eu estava em casa, e o pior aconteceu, tive duas convulsões e depois delas, meu corpo paralisou todo do lado direito (você pode conhecer melhor essa história aqui). Fiquei quase 60 dias internado no hospital e tive que trocar a medicação, pois como eu havia parado com a anterior, aquela já não adiantava para mim. Só depois desse episódio horrível que eu passei, que eu comecei a levar a sério meu tratamento.

Algumas pessoas só mudam fato quando estão à beira do precipício.

E esse era o meu caso, como procuro tirar uma experiência mesmo das situações difíceis, eu vi que esse era o momento de mudar, eu vi aquele momento como uma segunda chance, ou eu mudava o meu jeito de ver e enfrentar as coisas, ou eu morria. A partir deste momento, eu passei a ver a vida de uma forma diferente, de ter uma outra perspectiva das coisas. Aprendi a valorizar mais os bons momentos da vida, e aprender com os momentos nem tão bons assim. Aprendi a valorizar mais as pessoas, os amigos e meus familiares e aprendi a me respeitar mais. Hoje em dia, 15 anos depois, depois de alguns outros percalços, vivo uma vida leve e tranquila.

Aprendi a aceitar minha condição, e hoje em dia não escondo de mais ninguém que tenho HIV, e sou muito bem resolvido em relação à isso. Não tenho mais nenhum efeito dos remédios e nunca, jamais permito que minha vida gire em tordo do HIV. Para mim, o HIV hoje, é apenas um detalhe, detalhe esse que eu levo a sério sim, mas não deixo isso conduzir a minha vida.

Bom esse é um “resumo” da minha história. Espero, que de alguma forma, ele tenha servido para ver que a vida é muito, mas muito mais do que o HIV. E que você é quem traça o curso da sua vida, e não o HIV.

Um abraço carinhoso à todos!!

Jeff

 

Se você tem uma história de superação e ou de uma batalha que está travando no momento! E tiver vontade de compartilhar, escreva para o meu email: depoimentos@vivercomhiv.com.br manifestando o seu interesse em contar sua história. Vou adorar conhecer sua história e publicar ela aqui.

Autor do Post Jeff

Eu sou o Jeff! Muito prazer! Sou soropositivo há 15 anos. Levou bastante tempo até eu aceitar essa minha nova condição e realidade, e depois de alguns percalços da vida eu levo uma vida boa e feliz! Criei esse blog para tentar te mostrar, que a vida é muito maior do que um mísero vírus e que não podemos fazer nossa vida girar em torno disso.

30 Comentários em “Depoimentos: Traçar o Curso da própria vida

    Rick*+ ( 30/09/2017 - 10:42 PM )

    Salve meu amigo JEFF!!!!
    Pra esquentar e trazer alegria numa noite de sabado chuvosa como essa aki na minha cidade, so msm ter a surpresa de descobrir seu novo blog…pois, como nos falamos anteriormente, tentei por diversas maneiras localiza-lo, mas sem sucesso.
    Estou muito feliz por essa descoberta de hj e deixo aki meus sinceros votos de muito sucesso nessa nova fase de sua vida!
    Msm nao te conhecendo pessoalmente, sempre senti uma vibração muito boa e positiva em vc.
    Acredito muito q o nosso planeta esta precisando de seres humanos de bom caráter, assim como o seu, para fazer com que o caminho da vida, se torne mais leve e que as pessoas se respeitem mais.
    Sempre feliz em falar com vc!
    Deixo aki meu abraço especial a vc e a tda essa familia positiva como nos.

    Com meu carinho de sempre,
    Rick*+

      Jeff ( 01/10/2017 - 1:56 AM )

      Oi Rick*+,

      É muito bom te “”re-ver” por aqui. Muito obrigado por todo o carinho. Também é muito bom estar de volta!

      Um abraço

    Marcus ( 14/05/2017 - 5:58 PM )

    Nossa que exemplo de superação , hoje li seu depoimento e me deparei com um ser humano corajoso e determinado a vive …. parabéns Jeff você é nossa fonte de inspiração a tantas turbulências que vivemos nos dia a dia !!!

    Hiroki ( 16/11/2016 - 12:18 PM )

    Bom dia. Vi o blog e senti uma vontade de partilhar minha experiencia. Fui diagnosticado com HIV recentemente, com exame confirmatorio. Nao vou contar meu erro, pois sei que errei, ja estou arrependido e DEUS esta me conforntando da melhor forma possivel, ja iniciei o tratamento com retroviral e estou ja sentindo os efeitos colaterais. Sou casado e minha esposa no teste rapido apos 30 dias foi negativo, como disse: DEUS pode ter dado positivo na doenca, como castigo, ou para realizar um bem maior, pois eu dava pouco valor a esposa e a familia. Orei, pedi muito, fiz promessa para nao ter a doença, mas ele esta me dando muitas forças para seguir em frente com a vida que ele me deu, minha esposa, irma e cunhado estao me apoiando muito. Hoje não vejo mais nada a minha frente do que em primeiro lugar Deus e minha familia. Farei o tratamento e estarei esperando a graça com uma possivel futura cura, alguem pensa assim como eu?

      Branco ( 23/12/2016 - 7:03 PM )

      Boa tarde! Fiz o exame de segunda coleta e deu um resultado em números maior do que o cut off, acredito que seja positivo, estou desesperado. . . fiz várias promessas e orações (assim como você )mas as vezes nos somos culpados de nossos próprios ou é algo pra melhorar nossa vida.Só Deus pode nos dizer, nos ajudar neste momento difícil. Acredito que tudo seja na vontade de Deus e que independentemente de qualquer coisa vou conseguir vencer qualquer obstáculos que tenha pela frente na minha vida. Espero ajudar muitas pessoas com minha experiência, Abraços a todos

      Marcus ( 14/05/2017 - 5:59 PM )

      Sim meu amigo eu penso como você !!

    Júlio ( 05/11/2016 - 1:32 PM )

    Olá

    Descobri que tenho HIV no final de Julho desse ano, e fiquei sem reação, não consegui nem chorar, fiquei perplexo, e uns 3 dias depois já fui em busca de tratamento, e fui muito bem acolhido por um médico fenomenal, que me acalmou e no mesmo dia já pediu uma bateria de exames, de tudo o que é tipo, incluíndo de carga viral, e 1 mês depois retornei ao médico para saber os resultados, e ele disse que não constatou nenhuma doença e que iria iniciar o 3 em 1 naquele dia mesmo, e aqui estou tomando o coquetel, nos primeiros dias senti enjoos terríveis e o desespero permaneceu, pois sentia dores no corpo, mas o médico disse que conforme vou tomando direito sem deixar de tomar nenhum dia essas dores vão passar, mesmo assim ainda estou tenso e muito ansioso, pois não contei para ninguém essa condição e as vezes me vem o desespero e o medo, tive um retorno no médico no mês passado e a próxima consulta será daqui 4 meses, pois segundo o médico o vírus está na fase inicial e controlado, pois não tive nenhum sintoma aparente antes de descobrir o vírus.

    Anna Paula ( 04/11/2016 - 11:36 AM )

    Jeff tu acredita que rodei teu blog só pra achar um depoimento seu?? rss pos é querido, fiquei muito feliz com seu depoimento e realmente quando temos um problema e o medo parece ser maior que ele,nós simplesmente jogamos tudo pro alto..E demorou pra tu descobrir viu, esse seu depoimento só me fortaleceu tanto na vida,como no meu TCC rss com certeza irei usar você como grande exemplo, irei falar muito de voce na minha apresentação viu? Já sou sua fã rs. Que Deus venha abençoar a sua vida cada dia mais meu amigo, se cuida e jamais perca a Fé pois ela é o maior fundamento de nossas vidas. Beijo da Anna :* ♥

    Amigo x ( 14/09/2016 - 12:50 AM )

    Uma linda história de superação, determinação e exemplo, PARABÉNS!!!!
    No meu caso descobri a mais ou menos 4 anos. Foi bem engraçado, em uma noite fui dormir e sonhei comigo e uma amiga minha, nós estávamos em um hospital pois eu tinha ido buscar uns exames que tinha feito, quando me aproximei dela ela perguntou: “Deu HIV?” olhei para ela e respondi: ” Não, deu Leucemia”. Em seguida acordei com esse sonho na minha cabeça (já tinha plantado uma duvida na minha cabeça), passou umas semanas e meu corpo ficou com manchas vermelhas (estilo dengue), fiquei preocupado e fui ao médico para fazer exames de sangue pois fazia anos que não ia ao medico, fiz todos e quando fui buscar a moça do laboratório me entregou todos, menos o de HIV e falou que era preciso fazer uma nova coletagem, eu inocente( perguntei o porque) e ela disse que não sabia, no outro dia fui ao laboratório e quando cheguei em casa, pesquisei na internet sobre o porque de uma nova coletagem para HIV, foi quando entrei em choque, parecia que o mundo tinha parado e escutava uma voz dizendo que minha vida estava em contagem regressiva, não sentia o chão. Depois de uma semana fui buscar o resultado e li POSITIVO, quase que bato o carro, não conseguia raciocinar direito, não sabia para onde ia, para quem contar e é claro pensava em morte. Depois desse episódio fiquei quase 2 anos na minha guardei os exames e deixei o tempo passar, lembro-me que passa noites e mais noites chorando perguntando o porque?, porque eu? tanta gente ruim no mundo, porque logo eu?……
    Com o tempo meu corpo ficou com manchas vermelhas novamente e fui ao medico no SUS, pois achei muito arriscado ir pelo plano. Na primeira consulta o medico conversou comigo, me acalmou, explicou toda situação, e pediu para repetir dos exames novamente, quando fui para o segunda consulta já com os exames em mãos…..Além do HIV estava com sífilis, ele passou umas injeções e problema resolvido, depois cd4 e carga viral, meu cd4 estava em mil e pouco e carga viral baixa, então passei mais 2 anos sem ir ao medico, quando esse ano fui e meu cd4 estava 656, e não lembro da carga viral, foi quando ele disse que não ia esperar o cd4 abaixar mais, comecei com 3 em 1 e não me deu nenhum efeito colateral.
    Mas confesso que fiquei paranoico, toda vez que sinto alguma dor, espirro ou tenho dor de cabeça já fico com medo pensando que minha imunidade estava cada vez baixando ( mesmo tomando a medicação).
    Minha família ainda não sabe sobre mim, mas sinto que a hora de contar esta cada vez mais próxima.
    Mas confesso que não vai ser nada fácil, conhecendo minha família. Sou do tipo que penso o que as pessoas vão pensar de mim, praticamente eu vivo em função dos outros e não vivo minha vida. Penso no preconceito das pessoas (ate mesmo da família), da vergonha.

    Luiz ( 29/08/2016 - 12:19 AM )

    Eu só tenho que agradecer por existir esse blog, pois desde aquele 14/06/2016 para cá é o que vem me dando sustento em acreditar que tudo ficará bem. Tive sonhos que hoje não posso te-los, desmoronei, chorei, não acreditei (o), mais jã se vão mais de dois meses, tantos medos ainda me assombra, tantos caminhos que venho percorrendo no decorrer dos dias e me adaptando, mas sempre aquela olhadinha para alguma informação nova ou aprendizado, tudo novo ainda e meio a uma confusão mental de tudo que ocorre, quero vencer ate quando Deus permitir e claro quando termos fé. Parabéns pelo Blog, pela historia de guarra e superação. Obrigado, pois sei o quanto é importante para mim este blog.

      Viver com HIV ( 29/08/2016 - 4:40 AM )

      Luiz,

      Fico realmente muito feliz e satisfeito que meu blog, tenha sido útil de alguma forma para você! Não peraí! É errado dizer “meu blog” já considero os meus leitores/seguidores, uma nova família! Então vou reformular a frase: Fico realmente muito feliz e satisfeito que “nosso” blog tenha sido útil de alguma forma para você! As vezes demoro um pouco para responder, mais saiba que sempre pode contar comigo e com a família aqui do blog! Você também já é parte desta família!! Juntos somos imbatíveis!!

      Um abraço!!

      Unknown ( 29/08/2016 - 8:17 PM )

      Luiz, me vejo em você há exato um ano. Meu companheiro foi internado em estado grave e descobri também vhiver assim. O choque é terrível, eu sei. Sua dor é minha dor. Mas há uma vida linda pela frente! Ele saiu dessa e hoje temos uma vida mais saudável. Tudo vai se acertar e você vai se acostumar a isso. Busque tratamento. Não olhe para trás, não se culpe, e estude! Vai descobrir que o medo que sentimos é originado pelo estigma e ignorância que a sociedade tem sobre o vírus. Deixe seu email se quiser conversar.

      Querido Jeff,

      Há um ano eu também parei aqui neste blog. Com medo, aflito, sentindo arrepios e me tremendo, busquei informação. Busquei esperança. Busquei vida. Encontrei.
      O blog foi muito importante ao me ajudar a passar por essa fase. Muito obrigado!
      OBS.: mandarei meu depoimento em breve.

      Abs.

        Viver com HIV ( 29/08/2016 - 8:36 PM )

        Olá Unknown,

        Tu só falou verdades! Há uma vida linda pela frente. E infelizmente há o estigma que ainda é muito grande! Temos que derrubar ele! E vou ficar esperando o seu depoimento!

        Um abraço meu querido amigo

    Marcus.s ( 28/08/2016 - 5:58 PM )

    Amigo Jeff!

    Obrigado por mais uma vez nos mostrar seu depoimento e nos encorajar com sua determinação e forma de viver a vida, afinal não podemos desistir nunca … vamos aproveitar a vida e aproveitar os mínimos detalhes!!!!

      Viver com HIV ( 29/08/2016 - 4:31 AM )

      Obrigado meu amigo Marcus!! Pelas palavras sempre carinhosas!

      Um abraço carinhoso do Jeff! 🙂

    Fernando ( 27/08/2016 - 9:53 PM )

    Querido amigo Jeff!

    Venho aqui corroborar com os demais colegas!

    O seu blog foi uma luz na minha vida, visto que eu o descobri logo depois que saí do hospital.

    Um período de sofrimento e muita tristeza no meu coração.

    Sua história me motivou e claro, também o apoio da minha família, dos amigos e meu companheiro que não me abandonou.

    Este é um espaço que podemos falar abertamente sobre como é ser soropositivo e também um espaço para descobrir histórias lindas e comoventes como a sua que nos fazem lembrar que estamos vivos e que ainda teremos muitas alegrias nas nossas vidas.

    Como os demais amigos, mudei a maneira de enxergar a vida e igualmente acredito que a dor me fez vislumbrar um novo horizonte….mais intenso e mais feliz.

    Agradeço a você Jeff, pelo seu depoimento e a todos os demais amigos pelas palavras de força e carinho.

    Um forte abraço a todos.

    Fernando.

      Viver com HIV ( 28/08/2016 - 8:23 AM )

      Amigo Fernando,

      E eu agradeço a você pelas palavras carinhosas e por toda a contribuição no blog, seja com depoimentos ou comentários. Saiba que você também faz a diferença na vida das pessoas.

      Um abraço

    Carlos. ( 27/08/2016 - 2:06 PM )

    Esse blog realmente tem feito diferença em minha vida. Parabéns pela coragem. Já vai fazer quasse dois anos que descobri que tenho o HIV. Ainda não tive coragem para contar para a minha família. Sei que com apoio deles seria um fardo mais leve. Faço uma maratona para tomar meu remédio na hora e para pegar os remédios no posto. Não me sinto preparado para ter um relação amoroso com ninguém tbm. Ainda me assusta um pouco este virus. Obg e um abraço a vc Jeff do seu admirador Carlos.

      Viver com HIV ( 27/08/2016 - 7:33 PM )

      Carlos,

      Muito obrigado, quanto a contar para alguém, é muito bom sim, mas só tu é que vai saber o momento de contar, para quem vai contar e se vai contar, não se sinta pressionado por isso! Mas que é muito bom, isso é! 🙂

      Um abraço

    wessow ( 27/08/2016 - 11:25 AM )

    sim,esse blog tbm tem me ajudado muito .Pois ainda hj vejo pessoas falando do hiv como se fosse uma praga gay!
    Ate eu mesmo por muitas vezes ficava matutando “como a pessoa pode se deixar levar”,eu dizia :_não quero ser um cliche…
    Sempre me resguardei ,mas em algum momento ,em alguma relação algo deu errado e hj ,indo contra meus proprios argumentos ,me tornei um “cliche”.
    Estou ainda me habituando com as mudanças ,mas estou bem e pretendo ficar melhor ainda !!
    vlw por criar esste espaço jeff.

      Viver com HIV ( 27/08/2016 - 12:25 PM )

      Obrigado Wessow,

      Fico realmente muito feliz em saber que o blog está te ajudando de alguma forma!!

      Um abraço

      Jeff

    Rick+* ( 27/08/2016 - 12:31 AM )

    Olá meu amigo Jeff,

    Vai saber, se o destino usou essa maneira para mudar o seu rumo!?!?…pois, devido ao seu choque pelo resultado, q acredito q todos nós temos, vc não levou adiante sua mudança…talvez, vc se livrou de algo muito pior. Pois, o tempo passou e fez com q vc levasse a sério as palavras sábia de sua amiga.
    Sabe amigo, a gente nunca está preparado pra receber uma má notícia, seja ela qual for, mas aprendemos a lidar com o problema e seguir adiante…Minha mãezinha sempre me fala q o sofrimento faz as pessoas mudarem…acho eu, q algumas para melhor e outras não aceitam qualquer tipo de problema e se entregam.
    Ninguém sabe o que se passa dentro de nós, mas o importante é estarmos bem consigo mesmo, e é como eu te vejo pelo pouco tempo q te conheço, vc me passa essa sensação de ser muito bem resolvido. E com certeza, esta é, a palavra chave da questão, pois quando vc “ACEITA” o desafio q a vida lhe impõe, vc descobre q o “problema”, não é tão grave assim e q pra tudo à uma solução.
    Acredito q o fato de vc ter criado esse BLOG, faça parte de sua missão em ajudar ao próximo e com isso enriquecer sua ALMA…
    Jeff, me sinto muito feliz por fazer parte dessa nova família, q apesar de não conhecer mingúem aqui pessoalmente, sinto a grande troca de vibrações positivas.

    Um carinhoso abraço,
    De seu mais recente amigo e admirador,
    Rick+*

      Viver com HIV ( 27/08/2016 - 1:17 AM )

      Também acredito nisso meu querido amigo Rick,

      A ideia de criar o blog, nasceu de uma necessidade minha, de falar a respeito, de sanar dúvidas, medos e angústias. E foi muito frustrante naquela época, receber a terrível notícia e não ter a informação necessária para lidar com o que estava por vir. Foi muito ruim passar por tudo sozinho e sem nenhuma informação. Pensando nisso criei o blog para que ninguém que entrasse em contato comigo passasse por aquela angústia que passei. E tenho certeza, de que se o HIV não tivesse acontecido na minha vida, eu seria uma pessoa totalmente diferente do que sou hoje! E com certeza, não teria criado o blog. De uma certa forma (uma forma triste é verdade), ter HIV me fez amadurecer e me tornar uma pessoa melhor. Eu sei que nos conhecemos há pouco tempo, e que ainda não nos conhecemos pessoalmente, mas já tenho um carinho muito grande por você. Gosto muito da sua energia, sempre com uma palavra carinhosa, gentil e acolhedora, para mim e para todos aqui do blog. Também já te admiro e gosto muito de saber que somos amigos, mesmo que por enquanto seja só virtualmente.

      Um abração

      Jeff

        Belle D jour ( 03/10/2016 - 1:36 AM )

        Boa noite ler seu depoimento me acalmou um pouco mais ! Saber que a 14 anos vc vive bem ! Meu noivo descobriu o Hiv tem 1 mês e Ta Tomando o 3×1 .mas tem todos os efeitos colaterais que o efavorenz. Causa : pesadelos , boca seca ,insônia alucinações as vezes , placas vermelhas no rosto e nas costas e coceira constante na cabeça barba e costas ! Isso é normal ? To tão perdida sem saber como ajudar ele ! Ele Ta vai magrinho ! Não recuperou nenhum peso ! Já Ta falando que vai parar de Tomat os remédios !
        Tem sentido muitas coceiras pelo corpo todo

          Viver com HIV ( 03/10/2016 - 6:25 AM )

          Olá Belle,

          Esses efeitos, eventualmente eles passam, mas infelizmente não há como precisar qual o tempo que leva. Mas o importante, é que você diga para ele que ele NÃO deve parar com a medicação. Certa vez eu parei, e muita coisa ruim aconteceu. Tu pode conferir essa história aqui. Diga para ele não parar pois esses efeitos vão passar.

          Um abraço

          Fernando ( 03/10/2016 - 10:11 PM )

          Olá Belle!

          No início tive muito suor noturno e muita coceiras nas costas, barriga e pernas que durou mais ou menos 3 meses.

          Hoje, depois de 10 meses de tratamento a única coisa que sinto é a sonolência, que diga-se de passagem, não é um grande efeito.

          Diga ao seu noivo para ser forte.

          Muitas gente já passou por maus bocados e hoje está bem.

          É preciso ter força e lembrar que existe uma vida inteira pela frente.

          Desejo que vocês dois fiquem bem.

          Um abraço.

          Fernando

    Carlos Eduardo ( 26/08/2016 - 9:06 PM )

    Querido amigo jeff, nem preciso lhe dizer o quanto sou seu fã, devido a sua força de vontade que sempre teve em relação a este problema e serei sempre muito grato a você por ser administrador deste blog que desde que fui diagnosticado em março deste ano que sempre venho aqui dar uma passadinha para ler os novos depoimentos e me deparo com situações incríveis. Tenho certeza que seu blog não ajudou apenas a mim a obter maiores informações em relação ao HIV, informações estas que não tinha antes de conhecer este blog que até hoje vem tirando diversas dúvidas minhas em relação ao tratamento e como levar uma vida saudável e normal sendo portador do HIV. Como você ja sabe, hoje tenho carga viral indetectável, devido a minha dedicação e boa adesão ao tratamento, mas saiba que sem este blog, hoje eu não seria absolutamente nada.
    Que Deus continue lhe abençoando sempre, pois pessoas com o coração bom igual ao seu, não encontramos em qualquer lugar.

    Forte Abraço meu amigo!!!!

      Viver com HIV ( 26/08/2016 - 10:07 PM )

      Amigo Carlos Eduardo,

      Muito obrigado pelas lindas palavras! É muito bom receber esse carinho e apoio. Assim como vocês aprendem com o meu blog, saiba que aprendo muito com os meus seguidores e leitores. Por isso, muito obrigado a você também! E parabéns de novo pela sua carga viral indetectável! Isso mostra que o tratamento está funcionando e você está levando ele a sério. E é gratificante saber isso, dá até uma pontinha de orgulho! 🙂

      Um abraço meu amigo!

      Jeff

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *