Pesquisadores conseguiram eliminar o HIV de camundongos

Um avanço revolucionário foi revelado segunda-feira em um estudo da Universidade de Temple, que dá uma nova esperança na busca para encontrar uma cura para o HIV. No estudo, feito em parceria com a Universidade de Pittsburgh, os pesquisadores descobriram que eles poderiam eliminar o HIV DNA em camundongos com uma nova técnica de edição de genes.

Um dos principais obstáculos que os cientistas encontraram nesta missão é que o vírus tem a capacidade de reter pequenos reservatórios em certas células. Os fármacos anti-retrovirais têm sucesso na prevenção da replicação do HIV, mas, infelizmente, não conseguem livrar o corpo desses poucos reservatórios. Se a medicação for interrompida, o vírus tem então a capacidade de “acordar” e começar a replicar novamente.

É precisamente por isso que a nova descoberta é tão promissora. Seu nome fantasia ciência é CRISPR / Cas9-mas você pode pensar nisso como tesoura molecular. Dois componentes genéticos são combinados para trabalhar juntos como uma espécie de equipe de pesquisa e destruição do HIV. Um componente (um sintético chamado “ARN guia”) procura as células reservadas, eo outro componente (uma enzima) destrói o vírus – em essência, “cortando” as células.

Possivelmente a parte mais promissora da descoberta do estudo é que a técnica foi bem-sucedida na eliminação do DNA do HIV em camundongos que acabavam de adquirir o vírus, bem como em camundongos que estavam em estágios latentes do vírus. Kamel Khalil, co-líder do estudo, diz que o próximo passo seria realizar o mesmo estudo utilizando primatas, nos quais o vírus se comporta de forma muito mais semelhante ao HIV humano.

Esta capacidade de “editar genes” pode ser uma revolução médica, não só para encontrar uma cura para o HIV, mas também para certos tipos de cânceres. Com a tecnologia de edição de genes sendo muito nova (é apenas cerca de seis anos de idade), muito mais pesquisa precisa ser feito. A Universidade da Pensilvânia foi aprovada pelo governo federal no ano passado para realizar pesquisas no combate a certos tipos de câncer, mas ainda está aguardando aprovação pelo FDA.

Autor do Post Jeff

Eu sou o Jeff! Muito prazer! Sou soropositivo há 15 anos. Levou bastante tempo até eu aceitar essa minha nova condição e realidade, e depois de alguns percalços da vida eu levo uma vida boa e feliz! Criei esse blog para tentar te mostrar, que a vida é muito maior do que um mísero vírus e que não podemos fazer nossa vida girar em torno disso.

2 Comentários em “Pesquisadores conseguiram eliminar o HIV de camundongos

    Alexandre ( 10/05/2017 - 9:07 PM )

    Descobri a um mês, e por incrível que parece não me abalei muito, to triste mais tenho consciência que não e o fim, o lado ruim sao umas erupções cutâneas que apareceram, que me incomodam muito, ja comecei a tomar a medicação e so senti uma dor de cabeça forte , tenho namorado mais não tive coragem de contar , seu blog é ótimo, parabéns

      Jeff - Viver com HIV ( 10/05/2017 - 9:19 PM )

      Obrigado Alexandre,

      E tu tens razão, ter HIV não significa o fim de nada que tu nao queira que acabe. Não podemos permitir que a nossa vida gire em torno do HIV.

      Um abraço

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *